TECNOLOGIA

Novos usuários do Messenger precisam ter conta no Facebook

eldogomes.com.br
Siga-me

De forma bem discreta, o Facebook removeu a opção de se inscrever no Messenger sem uma conta no Facebook. Até então, os novos usuários dos aplicativos Messenger ou Messenger Lite podiam optar por usar seu número de telefone no lugar de um perfil na rede social.

“Se você é novo no Messenger, notará que precisa de uma conta no Facebook para conversar com amigos e iniciar conexões”, explicou um porta-voz do Facebook por e-mail ao VentureBeat. Isso porque “descobrimos que a grande maioria das pessoas que usam o Messenger já faz login através do Facebook e queremos simplificar o processo. Se você já usa o Messenger sem uma conta no Facebook, não precisa fazer nada.”

No entanto, usuários antigos do serviço de mensagens rápidas (sem conta no Facebook) alegaram problemas de conexão, depois de alteradas as regras de inscrições. Esses usuários afirmam ter encontrado uma mensagem de erro ao fazerem login, indicando que sua conta estava restringida.

Novos planos de Zuckerberg

Desde junho de 2015, era possível se inscrever no Messenger desta maneira, primeiro para usuários nos EUA, Canadá, Peru, Venezuela e depois para todo o mundo. Nesses casos, bastava o usuário clicar na opção “Não está no Facebook?” e completar seus dados com um número de telefone. Mas desde então o conceito sobre as próprias redes (e suas potencialidades) vem mudando dentro da empresa.

Segundo apostas de especialistas, mesmo discreta, a mudança nos cadastros anuncia uma nova era para o Facebook e todos os seus produtos. É a etapa de unificação dos vários serviços de mensagens do Facebook, que incluem WhatsAppInstagram e Messenger.

Como o New York Times informou, em janeiro, que a infraestrutura técnica dos três serviços seria integrada, potencialmente, redefinindo como mais de três bilhões de pessoas em todo o mundo se comunicam. Vale lembrar que só o WhatsApp tem mais de 1,5 bilhão de usuários mensais ativos, enquanto o Messenger e o Instagram têm mais de 1,3 bilhão e 1 bilhão, respectivamente.

Sinais diretos da unificação

Em anúncio no início deste ano, Mark Zuckerberg apresentou planos do Facebook para uma mudança quanto a mensagens rápidas e criptografadas de ponta a ponta. “As pessoas devem poder usar qualquer um de nossos aplicativos para alcançar seus amigos e devem se comunicar através de redes com facilidade e segurança”, escreveu o CEO do Facebook.

“Planejamos começar, possibilitando o envio de mensagens para seus contatos usando qualquer um de nossos serviços e estendendo essa interoperabilidade para o SMS, também”, conclui Zuckerberg.

Unificar todas as mensagens dos usuários pode ser também uma decisão lucrativa em longo prazo. Isso porque ao vender para empresas e marcas pacotes de envio de mensagens aos usuários sobre promoções pode aumentar e muito seus lucros.

FONTE: CANALTECH

Por 📸@EldoGomes | Jornalista e YouTuber.