Notícias | GERAL

Busca por procedimentos estéticos em Brasília

eldogomes.com.br
Siga-me

Corpo, pele e cabelos bem cuidados, unhas bem tratadas, além de uma maquiagem perfeita têm mostrado que a vaidade de brasileiros e brasileiras é também uma necessidade. Muitos acreditam que a boa aparência aumenta a chance de oportunidades na carreira profissional. E para estarem sempre dentro dos padrões que acham serem os ideais, os consumidores não medem esforços.  O resultado é que essa busca pela beleza ideal e pelo bem-estar tem movimentado o setor fazendo com que seja um dos que mais cresce no Brasil e no mundo. De acordo com o último levantamento divulgado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Censo 2016 – Situação da Cirurgia Plástica no Brasil, que entrevistou 1.218 associados, de todas as regiões do país, a procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos, entre 2014 e 2016, cresceu 79.75%, enquanto as operações com fins reconstrutoressubiram 23% e as cirurgias com fins estéticos aumentou 8%.

“Acredito que esse aumento pela procura de procedimentos não cirúrgicos ou não invasivos deve-se ao fato da população hoje ter um índice maior de tempo de vida. A longevidade está maior e as pessoas querem as coisas mais naturais”, destaca a esteticista Adelaide Simone Navarro Dantas Roque, diretora de Estética do Sindicato dos Salões de Barbeiros, Cabeleireiros, Profissionais Autônomos na Área de Beleza e Instituto de Beleza para Homens e Senhoras do Distrito Federal (Simbeleza). “No meu ponto de vista, como esteticista atuante, vejo que as pessoas que me procuram querem coisas mais naturais. Procuram também dermatologistas e cirurgiões plásticos, mas estão sempre em buscam outra alternativa. Por isso a procura pelo não invasivo como o laser e o peeling químico, que vão dar uma qualidade bem melhor”, completa.

Adelaide destaca que no Distrito Federal existem nove faculdades de estética e que a profissão foi regulamentada em abril de 2018 pela lei 13.643. “O Iesb foi a primeira faculdade e oferece o curso há 10 anos. No Senac é possível fazer o curso técnico. O mercado está em expansão e a pessoas estão procurando se capacitar para exercer essas profissões. O bacana é que todas essas profissões ligadas à saúde e à estética se unam para que a gente possa ajudar um ao outro, tudo numa equipe multidisciplinar, sem que ninguém interfira na área um do outro”, explica.

Entre os procedimentos realizados pelo esteticista estão limpeza de pele, peeling físico, químico, até um determinado ponto, depilação e epilação, design de sobrancelhas, massagem pré e pós-operatório, além de utilizar alguns equipamentos como radiofrequência, luz pulsada e laser de baixa potência. Adelaide ressalta ainda que as pessoas são imediatistas, querem tirar manchas, fazer peelinng e ver o resultado rápido. “Aqui no meu estabelecimento eu faço uma anamnese (entrevista com o cliente) e a gente vê de uma maneira personalizada o que ele quer, até onde eu posso fazer e se é indicado para ele. Por isso é importante ter curso para a gente entender a questão do sistema humano, da fisiologia, de anatomia, para a gente não fazer aquilo que não podemos fazer e para saber também se a pessoa está passando por um determinado tratamento de saúde”, explica.

Por 📸@EldoGomes | Jornalista e YouTuber.